Suspeito de matar moradora de rua em Curitiba é preso em Balneário Camboriú

Homem estava foragido desde março de 2016

Por JB Negócios 05/05/2017 - 13:59 hs

No fim desta quinta (04), após denúncias de que Imad Hamdar, foragido da justiça, estaria em Balneário Camboriú, a Polícia Civil de Curitiba entrou em contato com o secretário de Segurança, Gabriel Castanheira, e pediu apoio na investigação.

Foi concluída a operação integrada entre Polícia Civil de Santa Catarina e Guarda Municipal de Balneário Camboriú, em apoio à Delegacia de Homicídios da Polícia Civil do Paraná para resolução do "Caso Turco".

A Guarda Municipal, além de auxiliar nas diligências, participou do cerco que prendeu o foragido. No momento da prisão, ele estava na rua, sentado em uma banca. Este foi o segundo caso investigado pela Força Tarefa.

O caso

O caso foi repassado para "Força Tarefa" formada pelas forças de segurança do município. Após três semanas de investigações, foi preso o empresário Imad Hamdar, que estava foragido da justiça. Ele praticou um homicídio e uma tentativa de homicídio com requintes de crime de ódio na cidade de Curitiba. Há suspeitas de que teria comprado um apartamento de luxo na cidade.

O crime

O crime aconteceu em março de 2016. Imad matou Andreia de Aguiar Coelho, de 43 anos, e tentou matar Cleverson Leandro Franceschini, de 36. O casal morava na rua e foi baleado na madrugada do dia 28 de março, na Praça Osório, Centro de Curitiba. O motivo, conforme apurou a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), teria sido a intolerância de Imad em conviver com o casal morando próximo ao local onde o empresário tinha um estabelecimento comercial.