Liberação de FGTS permitirá ao catarinense recuperar o poder de compra

FCDL/SC considera positivo e longo o período de impacto do recurso

Por JB Negócios 10/03/2017 - 15:02 hs

A liberação do FGTS de contas inativas, a partir desta sexta-feira (10), deve ter impacto imediato e prolongado na economia de Santa Catarina, conforme a avaliação da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL/SC), que orienta os trabalhadores a destinar o recurso para o pagamento de dívidas. “Ao quitar seus débitos as pessoas recuperam o crédito e o poder de compra. Além disso, voltam a ter capacidade de negociação”, considera Ivan Tauffer, presidente da entidade.

De acordo com a Caixa Econômica Federal cerca de 500 mil catarinenses têm direito a sacar os recursos que, somados, chegam a R$ 2,2 bilhões. Como o calendário de pagamento segue até 31 de julho, conforme a data de nascimento do titular da conta, a avaliação do varejo é que o efeito seja igualmente extenso.

“É um valor significativo que, diante da situação econômica, ajudará muito. Cerca de 94% daqueles que têm direito possuem até R$ 3,5 mil na conta, um grupo de catarinenses que terá a possibilidade de voltar a consumir, já que deixam de ter restrição em cadastros de inadimplência”, completa Raul Weiss, vice-presidente para Assuntos Públicos e Políticos da FCDL/SC.

Ainda segundo a Caixa, contas inativas com saldo de até R$ 3 mil poderão ser sacadas em lotéricas e correspondentes da instituição financeira, além das próprias agências bancárias. Correntistas poderão optar por receber o crédito na conta corrente. Mais detalhes podem ser obtidos no site caixa.gov.br/contasinativas ou pelo 0800-726-2017.